TV Abrale: Espiritualidade e câncer

Esse vídeo da TV Abrale está incrível, com um tema mais que especial:

Falamos com o Dr. Felipe Moraes, um médico oncologista super engajado em entender a relação entre a espiritualidade e o tratamento do câncer, e foi um papo incrível. Poderíamos falar horas e horas sobre isso!

Eu me sinto mais tranquila quando estou em oração e acredito muito no poder da espiritualidade. Quando iniciei a luta contra o linfoma, pesquisei sobre o assunto e achei informações que relatavam estudos que identificaram mudanças em nossas atividades cerebrais durante os períodos de oração. Incrível, né?

Amei saber mais sobre isso!  Ele explicou se existe diferença entre espiritualidade e religião, se a espiritualidade por auxiliar o paciente e muito mais.

Assiste e depois me conta o que achou?

Eu adorei as dicas para nos ajudar a desenvolver esse lado.

Espero que você também tenha gostado.

Beijo!

 

Você também vai gostar:

TV Abrale: Posso tomar a vacina da gripe?

Dia de vídeo novo na TV Abrale e o tema de hoje interessa a todos! Pacientes oncológicos ou não, garanto que vale a pena ver.

Falamos com a Dra. Michelle Zicker, infectologista da BP – a Beneficência Portuguesa de São Paulo, sobre o vírus da gripe. Sabe a tal Influenza que tanto temos ouvido falar? Então!

No nosso bate-papo, ela explicou se há diferença entre a gripe e a influenza, sobre a vacina, como evitar o vírus e muito mais.

Eu esclareci várias dúvidas e aprendi bastante com a Dra Michelle. Acredito que você também vai.

Veja o vídeo e depois me conte aqui o que achou. ;o)

Beijo, beijo!

Você também vai gostar:

TV Abrale: Plaquetopenia

Olha só mais um vídeo da TV Abrale na área! Dessa vez falamos sobre Plaquetopenia com a Dra. Elisabetta Sachsida, hematologista.

Você tem ideia do que seja isso?

A plaquetopenia pode surgir como efeito colateral dos tratamentos contra o câncer, e também, como sintoma dos cânceres do sangue (leucemia e linfoma, por exemplo). Mas como tratar esse quadro?

A Dra Elisabetta trouxe muitas informações esclarecedoras! Vem ver!

Eu tive queda de plaquetas, mas foi menor do que esperávamos, ufa!

Não precisei de transfusão de sangue e a recuperação após a queda era em um tempo viável para retomar o tratamento (a queda acontecia entre os ciclos de quimioterapia).

E aí, curtiu? Me conta!

Quinta que vem tem mais!

Beijo, beijo!

Você também vai gostar:

TV Abrale: Alimentos que ajudam ou prejudicam o câncer

A alimentação é uma forte aliada para qualquer pessoa manter uma vida saudável. Não seria diferente durante um tratamento para vencer o câncer, não é?

Mas, durante o tratamento, é comum ouvirmos das mais variadas teorias sobre a alimentação. Tem umas meio terroristas, inclusive, rs! O açúcar, por exemplo tem fama de vilão, dizem que ele alimenta o câncer! Eu fiquei tensa de imaginar que não poderia consumir nenhum docinho por meses, mas felizmente minha médica não colocou o açúcar como restrição. Se tivesse colocado, eu sofreria, mas não comeria!

E passou da hora de entendermos isso melhor!

Por isso, o último vídeo da Abrale tem uma entrevista ótima com a Luana Almeida, nutricionista oncológica, pra entender se há alimentos que ajudam ou prejudicam o câncer.

Adorei o papo e desvendamos vários mistérios!  Aproveitei para tirar várias dúvidas.

Veja o vídeo e me conte o que achou!

E aí?

Beijo!

 

Você também vai gostar:

Dia mundial de combate ao câncer

Vencendo o câncer.

6 ciclos de quimioterapia, 18 aplicações de radioterapia, 4 pet scans, incontáveis exames e o que mais vier pela frente. Quase 8 meses depois que tudo começou, com um turbilhão de sentimentos e aprendizados. Apesar de tudo, estou longe de me vitimizar e tenho carinho pelo meu linfoma. Pode ser estranho pra quem nunca passou por algo do tipo, mas é real. Tenho crescido muito graças a ele. Mesmo assim, NÃO DESEJO QUE VOCÊ PASSE POR ISSO. Acho que podemos evoluir de outras formas e sem sofrimento, rs.

Hoje, 08 de abril, é dia mundial de combate ao câncer. E essa causa me escolheu. Por isso, se eu puder te falar duas coisinhas sobre tudo isso com base no que tenho vivido até aqui, é que:

(1) Cuide-se. Vá ao médico, faça seus exames regularmente e, principalmente, preste atenção nos sinais do seu corpo. Isso pode salvar sua vida.

(2) Por favor, câncer NÃO é sentença de morte. Sim, todos vamos morrer, mas não é porque alguém tem câncer que vai ser disso. Cada caso é um caso. Então, amigo(a), se um dia você ou alguém próximo receber esse diagnóstico, levanta a cabeça e bola pra frente. Não é fácil – não mesmo -, mas também não é impossível. Foca no pensamento positivo. Isso ajuda muito.

É isso. Poderia escrever páginas sobre cada frase acima, mas hoje a mensagem tem que ser clara e objetiva.

#diamundialdecombateaocancer
#vemcura

Você também vai gostar: